Serendipity

The laws of chance, strange as it seems,
Take us exactly where we most likely need to be
[David Byrne]

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

Foi um acidente

Acontece que nos tínhamos beijado sem querer e ele tentava brincar com isso para desanuviar a tensão. Não sei detalhes - não sonhei essa parte – mas a situação era esta: tínhamo-nos beijado sem querer e agora havia um certo embaraço.

Em poucos segundos percebi que afinal não me sentia assim tão embaraçada (será que tinha sido mesmo sem querer?) e enquanto ele repetia “foi um acidente, coisas que acontecem”, eu ia-me aproximando o suficiente para um novo impacto. Nesta segunda vez, a primeira com que realmente sonhei, acho que o apanhei a falar e daí ter-lhe beijado os dentes. Sorrimos os dois com mais um beijo embaraçoso. Mas então ele fez um ar sério, beijou-me por querer e fade out.

Infinitamente melhor do que aquele sonho da semana passada em que me caíam as unhas todas.

1 Comments:

Blogger matrioshka said...

encantadores embaraços.

9:16 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home