Serendipity

The laws of chance, strange as it seems,
Take us exactly where we most likely need to be
[David Byrne]

quinta-feira, 12 de outubro de 2006

Vida de mãe - episódio 38

Nessa noite, autorizei-o a dormir na minha cama. Ele foi delirante buscar o Simão, o Diego (o tigre da Idade do Gelo), o ursinho azul e a sua almofada. Deitámo-nos, agarrei num livro e disse-lhe para fechar os olhos e dormir mas ele nunca executa esta ordem à primeira. Gosta de conversar um bocadinho.

– “Mãe, tu tens avós?”

– “Tenho. A avó L. que conheces bem e a avó M. que já morreu.”

– “Como é que ela morreu?”

– “Ela morreu porque ficou muito, muito, velhinha.”

- “E tu, mãe, vais ficar nova todos os dias?”

Depois das necessárias explicações, adormeci a pensar que é também por causa destas perguntas que nos sentimos completamente amados pelos nossos filhos.

2 Comments:

Blogger Minas said...

a Numeração está errada. este é o episódio 39!

8:40 da tarde  
Blogger Meg said...

Glups! Fui apanhada pela minha querida irmã mais nova que tem a enormíssima paciência de copiar todos estes posts sobre o meu filho para o blogue dele.
Agradeço o reparo e prometo numerar o próximo correctamente.

10:25 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home